Morre aos 46 anos, Joey Jordison.

O ex baterista do Slipknot, guitarrista do Murderdolls, dentre outros projetos, teve o falecimento anunciado em nota pela sua família nesta terça (27)

Fomos surpreendidos no final desta terça feira, com o triste anúncio do falecimento de Joey Jordison, aos 46 anos. A causa da morte ainda não foi divulgada.

“Estamos com o coração partido por compartilhar a notícia de que Joey Jordison, prolífico baterista, músico e artista faleceu pacificamente enquanto dormia em 26 de julho de 2021. Ele tinha 46 anos.”

” A morte de Joey nos deixou com o coração vazio e sentimentos de tristeza indescritível. Para aqueles que conheceram Joey, entenderam sua inteligência rápida, sua personalidade gentil, coração gigante e seu amor por todas as coisas familiares e musicais.

Um ícone de sua geração, Joey foi baterista e um dos fundadores do Slipknot onde esteve no período de 1995 a 2013, e foi considerado o melhor baterista dos últimos 25 anos pela revista Rhythm. Era também guitarrista do Murderdolls, e após sua saída do Slipknot montou o Scars on Martyr. Chegou a tocar interinamente com o Korn, em meados de 2007 e também com o Metallica, além de gravações com Marilyn Manson, Otep e participação no supergrupo RoadRunner United.

Houveram especulações sobre sua saída do Slipknot em 2013. Em nota ele divulgou não ter saído da banda e ter ficado surpreso com a notícia, até que em 2016 ele faz menção a banda com agradecimentos, e fala sobre uma doença neuroimune, similar a esclerose, que lhe gerava problemas de locomoção, a mielite transversa. Em 2018 ele anunciava sua recuperação, e intuito de voltar á música com força total.

Técnico, rápido e performático com a sua bateria onde chegava até a tocar de cabeça para baixo, deixa um legado de exímio músico, e uma das maiores influências de nossa geração

Nos sigam e deêm um like na gente \m/

About Andrei Ramirez

34, pai, bussiness man, vocalista. Cria do new metal, forjado no metal extremo e amante da gotiqueira (darkwave ). Resenhas de shows, álbuns e entrevistas.

View all posts by Andrei Ramirez →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *