Alice Glass lança single e clipe de Love is Violence, sobre situações tóxicas

Canadense, ex-Crystal Castles, que já fez feat com Pabllo Vittar, lança mais um single do já anunciado disco de estreia, ‘Prey //IV’

Videotape: https://youtu.be/nMeKIvkML_M

No streaming: https://ffm.to/loveisviolence

Após o impactante dark pop eletrônico de Fair Game, a cantora e compositora canadense Alice Glass (ex-Crystal Castles) lança Love is Violence como mais um single do seu primeiro disco de estúdio, PREY//IV, que chega ao mercado fonográfico mundial em 16 de fevereiro via Eating Glass Records.

Love is Violence estreia dia 28 de janeiro nas plataformas digitais e também em videoclipe. O combo streaming + clipe é uma constante de Alice Glass em sua atual fase solo, desde Suffer and Swallow, no começo de 2021, passando pelos atuais singles do disco de estreia, Fair Game e Baby Teeth.

Suffer and Swallow, aliás, foi um expressivo recado de Alice ao mundo, quando, na época do lançamento, ela foi considerada uma das figuras mais icônicas da música eletrônica pela influente Paper Magazine.

Sobre Love is Violence, a própria Alice comenta:

“Quase todo mundo pode se identificar com os altos e baixos às vezes insuportáveis ​​que ocorrem nos relacionamentos. Mas, para aqueles de nós que lidam com parceiros manipuladores ou tóxicos, há ainda outra camada de dor. Qualquer pessoa que usa o ‘amor de seu parceiro para controlá-los, usá-los e machucá-los é usar uma das táticas de manipulação mais cruéis e repugnantes da experiência humana. Disfarçar lutas de poder e chamar isso de ‘Amor’ é uma forma de violência contra um parceiro. Quero ajudar as pessoas a ver essas bandeiras vermelhas e incentivá-los a se afastar desses tipos de situações tóxicas.”

O vídeo, dirigido por Bryan M. Ferguson, remete a um thriller romântico onde um casal fica fascinado pela performance de Alice com “Love Is Violence” por meio de uma TV de estilo retrô.

Musicalmente, Love is Violence é menos densa do que o single anterior, Fair Game, e ganha mais contornos eletrônicos, sempre escancarando sua capacidade versátil de ir de uma cadência misteriosa a um rugido absoluto.

Sobre Alice Glass

A cantora e compositora canadense Alice Glass está em ascensão no pop mundial. Após sua saída da banda indie Crystal Castles, em 2014, ela se voltou a músicas com pegada eletrônica e melodias fortes, repleta de camadas sonoras e até mesmo com o famoso artifício de sua ex-banda, o 8-bit.

Na fase solo, ela aposta muito mais na sonoridade e imagem dark doll, que combina com seu físico franzino, aparentemente frágil, mas como uma personalidade robusta e um tanto enigmática.

Como metade de Crystal Castles, ela recebeu inúmeros elogios da crítica internacional, incluindo John Peel Award for Innovation in Music, da NME, em 2011, além de receber uma designação de Melhor Novo Álbum da Pitchfork.

Alice é do tipo que cativa audiências em todo o mundo com seu estilo de performance intenso e direto. No passado, aliás, foi destaque em campanhas de moda de Alexander McQueen, entre outros notáveis projetistas.

Ficha técnica de Love is Violence (clipe)

Produção, roteiro, designer, edição e direção: Bryan M. Ferguson
Câmera: George Harwood
Segundo câmera: Kristen Jan Wong
Assistente de produção: Vari Ferguson
Artista SFX: Johann Domingo

Elenco: Anna Acquroff e Jack Leggat

Música de Alice Glass e Jupiter io

Feat com Pabllo Vittar

Alice tem um feat com ninguém menos que Pabllo Vittar. Elas cantam juntas na remix de Rajadão.

Assista ao clipe: https://youtu.be/J13z6pCiH4o.

O disco Prey // IV

Alice Glass anunciou o primeiro álbum de estúdio, Prey // IV para 16 de fevereiro de 2022 pela Eating Glass Records – já em pre-venda.

Será o segundo registro da carreira solo – o primeiro material foi o EP homônimo de seis música (selo Loma Vista). Ouça aqui.

Prey//IV terá 13 faixas e inclui a música “Suffer and Swallow”, lançada em janeiro de 2021 com um videoclipe animado em stop-motion.

Prey//IV

  1. “Prey”
  2. “Pinned Beneath Limbs”
  3. “Love Is Violence”
  4. “Baby Teeth”
  5. “Everybody Else”
  6. “The Hunted”
  7. “Fair Game”
  8. “Witch Hunt”
  9. “Suffer and Swallow”
  10. “Suffer in Peace”
  11. “Animosity”
  12. “I Trusted You”
  13. “Sorrow Ends”
Nos sigam e deêm um like na gente \m/
error
fb-share-icon

About Gustavo Diakov

Idealizador disso aqui, Fotógrafo, Ex estudante de Economia, fã de música, principalmente Doom/Gothic/Symphonic/Black metal, mas as vezes escuto John Coltrane e Sampa Crew.

View all posts by Gustavo Diakov →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.