Inanimalia: conheça mais sobre a carreira e influências do baixista Thales Carosia

O poderio e o peso de uma banda de Metal costuma, geralmente, ter uma significativa parcela creditada a quem comanda as quatro cordas. O Inanimalia, com sua musicalidade densa e apurada, não é diferente, e o baixista Thales Carosia assume essa função com bastante técnica e senso melódico, decorrente de sua formação e de suas influências.

Acompanhe o breve bate-papo abaixo para conhecer mais sobre esse excelente músico:

Conte como descobriu a música e o Rock and Roll (Qual foi seu primeiro contato)

Criança ainda, comecei a me interessar por música e por rock n roll por influência dos meus irmãos e dos meus pais, que gostavam bastante de bandas clássicas como Beatles, Aerosmith, Raul Seixas, por exemplo. Comecei ouvindo os sons clássicos do Rock n Roll e aos poucos conheci o Heavy Metal.

Como descobriu baixo e se interessou em tocar o instrumento

O meu interesse por tocar baixo veio quando conheci o Iron Maiden e Metallica. Steve Harris e Cliff Burton tem muitas linhas de baixo excelentes, que me chamaram atenção e me fizeram querer tocar o instrumento. Nessa época comprei meu primeiro baixo e tive minha primeira banda de Rock/Metal.

Cite três baixistas que te influenciam

Acredito que os três baixistas que mais me influenciaram são Geezer Butler (Black Sabbath), Jack Bruce (Cream) e Jaco Pastorius. Geezer Butler e Jack Bruce tem uma pegada que está no meio do caminho entre o rock, o metal e o blues, o que acho muito interessante, além de tocar de forma bastante solta. Jaco Pastorius foi um baixista que me fez interessar pelo jazz fusion e por outras referências como Stanley Clarke e John Patitucci, e me influenciou a utilizar o baixo fretless e a tocar de forma mais melódica.

Cite três músicas desses mesmos baixistas

Geezer Butler – War Pigs – Um dos maiores clássicos do metal, além de ter uma das minhas linhas de baixo preferidas. Geezer Butler toca de forma bastante criativa e expressiva. Black Sabbath é uma das principais referências no baixo para sons pesados.

Jack Bruce – Spoonful – Versão de uma composição do Willie Dixon, que é um puta baixista e compositor de blues. O Cream traz uma pegada mais pesada para a composição. É bacana ver como o blues pesado do Cream estava “abrindo caminho” para o que viria a ser o Rock e o Metal dos anos 70.

Jaco Pastorius – Continuum – Uma abordagem bastante diferente para o baixo, com uma pegada que mistura harmonia e melodia. É uma puta referência de sonoridades diferentes que podemos encontrar no baixo elétrico. Me inspirou a utilizar o fretless e procurar sonoridades mais melódicas no Inanimalia.

Deixe um recado de como entrega na sua música a mensagem aos fãs da banda

Confiram os sons do Inanimalia nas redes socias e no Spotify, e o nosso último clipe, “Homo Divinus”. Estamos preparando material com nossa formação atual, com Marcelo Gratão nas guitarras, e em breve vem coisa nova por aí!

Acompanhe as novidades do Inanimalia por suas redes sociais

Inanimalia:

Alessandra Lodoli – Vocal

Marcelo Gratão – Guitarra

Thales Carosia – Baixo

Vagner Venâncio – Bateria

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/inanimalia/

Instagram: https://www.instagram.com/inanimalia_official

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCQFvodF6lAxpbAl8h0WcsJw

Roadie Metal Press: http://144.217.7.140/press/inanimalia/

Nos sigam e deêm um like na gente \m/

About Tontin

Colaborador do Sonoridade formado em Comunicação Social. Já fez alguns designs para bandas e hoje em dia é produtor de podcast. Tem o conjunto de música jovem Merda como sua banda mais ouvida no Spotify.

View all posts by Tontin →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *