Unholy Harakiri lança “Penumbra”, single traz o peso do deathcore com a pegada da cultura asiática

A proposta do trio é reinventar o cenário Brasileiro misturando muito peso, afinações baixas e uma pitada de cultura asiática e futurismo.

Formada em meio a pandemia de COVID-19 em 2020, Unholy Harakiri conta com a mistura entre membros de duas bandas do metal underground do Brasil, Yukio Hara e Raphael Gonçalves (Ex-Colwire) e Maikon Campioni (Athimia). A proposta da banda é reinventar o cenário do metal brasileiro misturando muito peso, afinações baixas e uma pitada de cultura asiática, temas futuristas e cyberpunk.

Em Dezembro de 2020 é lançado o primeiro single “Rakuin” pelo selo Coffin Joe Records, que conta com a faixa de abertura “Estigma (Rakuin)” e “Caminho Sangrento” acompanhando um Anime Music Video com cenas do anime Berserk (Kentaro Miura) de 1997, ilustrando o tema da música.

Com essa estreia a banda garantiu bons números em suas mídias e perfis de streaming, e se prepara agora para o lançamento de uma série de singles, clipes e full album durante o segundo semestre, até o fim de 2022 para então iniciar sua turnê de lançamento.

O último single “Kintsugi” e seu clipe foram lançados no fim de abril pelo selo “Coffin Joe Records” que agora trará também o próximo single, “Penumbra”.
A música “Penumbra” é uma das faixas mais sombrias de todo o full album que será lançado, e a mais densa da banda até o momento. A estética continua sendo inspirada na arte japonesa, mas agora com uma amostragem maior da perspectiva desoladora, tratando de uma visão interior de uma alma em decadência, subjugada a um horror infinito em meio a penumbra de seu esquecimento em agonia.

Escute “Penumbra”:
https://found.ee/RHtnN
https://open.spotify.com/album/51K9sMEm0aa4Yt8iEa2NbC
https://www.youtube.com/watch?v=A9W6xCYU_p8

Nos sigam e deêm um like na gente \m/
error
fb-share-icon

About Gustavo Diakov

Idealizador disso aqui, Fotógrafo, Ex estudante de Economia, fã de música, principalmente Doom/Gothic/Symphonic/Black metal, mas as vezes escuto John Coltrane e Sampa Crew.

View all posts by Gustavo Diakov →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.