Paula Raia canta o encontro da ancestralidade com o feminino no álbum ‘Tô’

Raya é o solo de canções autorais da artista Paula Raia, diretora, idealizadora, cantora e compositora, também a metade do grupo de pop/mpb Tuim, ao lado de Felipe Habib.

O disco de estreia da Raya é Tô, que chega ao streaming no dia 10 de junho: https://links.altafonte.com/raya_to.

O projeto, lançado pelo selo Toca Discos, canta o encontro da ancestralidade com o feminino, enquanto energia. Acolhimento, cuidado, afeto e intuição, traduzidos em palavras, som e olhar da artista são as expressões em forma de música neste material.

Canta, também, as idas e vindas entre a intimidade e a expansão, por onde a artista se encontra sempre em movimento. Movimento enquanto caminho, fluidez e enquanto ciclo, enquanto gente, enquanto bicho.

O disco TÔ, gravado no Carolina Estúdio, acompanhando a ideia de ciclo, foi pensado e separado em oito faixas que acompanham a energia da manhã, tarde e noite, onde por fim, tudo se encontra, se mistura e se transforma, afinal, estamos em processo constante de mudanças.

TÔ, acima de tudo, representa esse estado de movimento. Essas canções são acompanhadas pelos violões de seis e sete cordas, tocados pelo musicista e produtor musical do projeto, Victor Ribeiro e ganham outra camada de profundidade e significados com a direção artística de Laura Fragoso.

Para as gravações, teve uma banda composta por Maria Clara Valle (violoncelo), Pablo Arruda (basseto), Livia Mattos (sanfona) e Natália Carrera (mandolim).

Neste trabalho, a dramaticidade e força da obra da cantora, compositora e atriz catalã Silvia Perez Cruz é uma influência direta para Paula, que traz expressividade às palavras e frases ante a doçura da sua voz.

Paula e o Tuim

Paula Raia é idealizadora, compositora e cantora do projeto TUIM, em parceria com Felipe Habib. Com nove lançamentos no Spotify, principalmente após terem sido selecionados pelo edital de aceleração labsonica (parceira Oi Futuro e Toca do bandido) e um caminho percorrido pelas casas do rio e integraram o line up do Rock the Mountain, um dos maiores festivais do Rio de Janeiro, que aconteceu em abril de 2022.

Com o duo, fez a trilha sonora e direção musical do espetáculo Bichos Dançantes, da Focus. Cia de Dança, em cartaz em várias cidades do Brasil.

Poesia

O ciclo da manhã, tarde e noite do álbum Tô, que conduz a sequência lírica das músicas do disco da RAYA, remete à outra produção de Paula Raia, mas no campo da literatura: “Foi o vento que me trouxe até aqui”, o primeiro livro de poesia que ela lançou em outubro de 2021 pela Editora Patuá.

foto banheira3

Foto da capa: Laura Fragoso

Ficha técnica

Autora: Paula Raia
Produção musical: Víctor ribeiro
Vozes: Paula Raia
Artistas convidadas: Júlia mestre e Mariana Volker
Musicistas arranjadores: Victor Ribeiro (violão) Pablo arruda (basseto), Navalha Carrera (mandolim), María Clara Balle (violoncelo), Livia Mattos (sanfona)
Captação: estúdio Carolina
Edição: Igor Ferreira
Mixagem: Gui Marques
Masterização: Bruno Giorgi

Clipe:

Direção: Paula Raia
Atuação: Paula Raia
Direção visual: Laura Fragoso
Roteiro: Paula Raia e Laura Fragoso
Direção de fotografia: Laura Fragoso e André Hawk
Captação: Laura Fragoso e André Hawk
Iluminação: Kelson Santos
Maquiagem: Carol Catalão
Finalização: Laura Fragoso

Lançamento por meio do selo Toca Discos

Mais sobre Paula Raia

www.instagram.com/paularaia_

https://open.spotify.com/PaulaRaia

Nos sigam e deêm um like na gente \m/
error
fb-share-icon

About Gustavo Diakov

Idealizador disso aqui, Fotógrafo, Ex estudante de Economia, fã de música, principalmente Doom/Gothic/Symphonic/Black metal, mas as vezes escuto John Coltrane e Sampa Crew.

View all posts by Gustavo Diakov →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.