Devastation A.D.: após anos sem tocar, banda pioneira de trash metal volta a pedido do público

Devastation A.D. é uma das bandas pioneiras de trash metal na península Balcânica. Formada atualmente por Alex nos vocais, Danijel na guitarra, Bernard no baixo e Leonardo na bateria, a lendária banda começou nos anos 80 que seria conhecido por marcar toda uma geração de headbangers. Mas nem sempre foi assim, e eles inclusive pensaram em desistir (e desistiram!) nos anos 90, por conta de uma série de eventos. Quando a guitarrista Elizabeta Petrić saiu da banda por estar cansada de ser xingada nos shows e o baixista Barbaro Erwin resolveu fazer outra coisa, Sergej, Chriss e Alex se viram novamente tendo que recomeçar. Eles fizeram uma pausa e no ano seguinte Dean Božac-Peća assumiu o baixo, enquanto a banda se preparava para a segunda demo, gravada em Šikići perto de Pula, com o produtor Miro Milanović. “O material para a demo estava pronto, decidimos regravar três músicas da primeira demo, tínhamos dois covers, um do Discharge (o cover de seu clássico „The Possibility Of Life`s Destruction“ era o título do demo) e uma de Gordi, e cinco novas canções, e tudo foi gravado por Sergej, Chriss e eu, porque Dean não estava pronto para gravar.”, contou Alex.

Demo gravada e aguardando a mixagem, tudo parecia dar certo, não é mesmo? Porém, o produtor nunca entregou. A Devastation resolveu usar a demo assim mesmo e, apesar de não sair como o planejado, acabou recebendo críticas excelentes na Itália e na Eslovênia, além da revista “Pop Rock”, da Iugoslávia. A banda também ganhou um concurso muito importante feito por uma casa de shows chamada Uljanik com diversas bandas de Pula e Labin. “O clima naquela noite estava muito tenso, com poucas lutas acontecendo durante a noite. Além do show catastrófico, auxiliado pelo júri, ganhamos aquele concurso, ainda que pelo menos 4 bandas fossem bem melhores que nós (o que significa que havia bandas ainda piores).”, disse Alex.

Outro ponto alto de 1989 foi o encontro com o músico, produtor e lendário baixista e vocalista de Šarlo Akrobata e Disciplina Kičme Dušan Kojić, que ouviu a demo e topou trabalhar com eles. “E, para minha surpresa, ele aceitou. Ele veio até nós, bebemos café turco, assistimos o VHS do Venom “7 dates of hell” e alguns bootlegs de Jimi Hendrix. Com o Venom eu queria mostrar a ele como gostaríamos de soar e ser produzidos, ao contrário, nós o estrangulamos com aquele vídeo, que ele admitiu há 4 a 5 anos, quando nos encontramos novamente após 25 anos.”, revelou o vocalista. A produção não aconteceu porque a banda se separou, e com uma nova formação mudou de nome. Os últimos shows da Devastation foi em 16 de setembro de 1989, com direito a bis e uma gravação, e foi a despedida de Sergej, já que no dia seguinte ele iria para o serviço militar obrigatório. E em janeiro de 1990, quando abriram para a grande banda sérvia Disciplina Kičme.

HATRöSS, era considerado o alter ego do Devastation. Eles começaram bem, porém eles ficaram dez meses sem tocar já que Alex e Chriss foram para o serviço militar obrigatório. No final de 1991, quando os dois voltaram da guerra, Mille, que compunha a terceira parte do trio, já estava em outra banda e eles tiveram que recomeçar. Florian que era baixista do Condition Critical junto com Damir, guitarrista da mesma banda, junto com o também guitarrista Vedran, completaram a formação. O primeiro vídeo de HATRöSS, exibido na televisão nacional, foi “Bigmouths Suck”, da demo do Devastation. Em maio de 1992 eles fizeram um dos seus shows mais importantes, no momento, que foi abrir para o Carcass, no primeiro show internacional na Croácia desde a independência. Muita coisa aconteceu até abril de 1997, a banda acabou ficando entre idas e vindas, términos e recomeços, e os integrantes foram se envolvendo em outros projetos. “O último show do Hatröss foi tocado em Rijeka em 13 de março de 1997, quase exatamente 10 anos após a primeira apresentação ao vivo do Devastation também em Rijeka!!”, contou Alex, que naquele momento decidiu para de tocar.

Em 2006, Alex e Chriss foram convidados para participar de um documentário sobre a cena rock de Pula dos anos 70-80, chamado “Grad Izobilja” (Cidade da abundância). Além de relembrar os bons momentos, os dois foram instigados por um dos diretores, Mladen Medić – Distor, a retomarem a banda. “Em maio de 2008, o primeiro ensaio em 11 anos aconteceu em Zagreb novamente com o nome de DEVASTATION, e os primeiros membros se espalharam em mais de 400 quilômetros um do outro. Alex e Karlo de Varaždin, Mladen de Zagreb, Hrvoje de Lovran e Chriss de Pula. Gostamos de tocar Thrash Metal novamente, então continuamos com os ensaios periódicos em Zagreb no ano seguinte, mas novamente a coisa quebrou por causa da impossibilidade de ir para os ensaios em Zagreb.”, revelou.

Depois de tanto tempo, Alex resolveu investir seriamente e encontrou outros músicos para continuar com o Devastation. E quase 13 anos depois, o primeiro show da nova fase finalmente aconteceu em um mini festival chamado Metal Day. Alex recomeçou mais uma vez a banda em 2016, a pedido do público e gravou o EP “In Memoriam”, lançado oficialmente em 18 de janeiro de 2017, com três covers, um de uma banda de Hard Rock de Pula Atomsko Sklonište, um de uma banda de punk de Pula KUD Idijoti e um do Motörhead. A partir daí muita coisa aconteceu e a banda foi adquirindo uma maior projeção internacional, mudando seu nome para Devastation A.D. “Não significa Anno Domini, nem mesmo After Death. Simplesmente significa After Devastation.”, disse o fundador.

Devastation A.D. está mais produtiva do que nunca e está se preparando para essa nova fase, após assinar oficialmente o contrato com a RTR Records. A parceria promete muitos álbuns de estúdio, com o melhor do thrash metal. Wade “Chilli” Childs comentou: “RTR Records tem muito orgulho de anunciar a assinatura do Devastation A.D. . O longo legado do DEVASTATION A.D. é o desenvolvimento pioneiro de Thrash nos Bálcãs, a jornada é importante, eles carregaram o fogo por décadas! Agora esse fogo está prestes a redescender com uma paixão desenfreada por nossa música e cultura que a RTR Records respeita e mostrará totalmente ao mundo. A banda Devastation é humilde, cheia de energia – siga-os e nos vemos no pit!!

Para mais informações, fique ligado tanto nas redes sociais do Devastation A.D. quanto da RTR Records, e acessando o site  https://rtrrecords.com/, não só vai poder acompanhar todas as novidades da banda, como também de nossos parceiros e do selo.

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/devastation.cro/
Instagram: https://www.instagram.com/devastation_a.d/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCmS-9oHiMYyqVOOCNOZ5zJA
Facebook: https://www.facebook.com/RTRrecords/
Instagram: https://www.instagram.com/rtrrecords/
Site: https://rtrrecords.com/
Contato: office@rtrrecords.com

Nos sigam e deêm um like na gente \m/

About Gustavo Diakov

Idealizador disso aqui, Fotógrafo, Ex estudante de Economia, fã de música, principalmente Doom/Gothic/Symphonic/Black metal, mas as vezes escuto John Coltrane e Sampa Crew.

View all posts by Gustavo Diakov →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *