Sonoridade Indica: Kataphero

Somos bombardeados na internet e nas redes sociais por bandas a todo momento: seja em anúncios de shows e eventos, seja por divulgação ou seja por alguém que compartilhou um vídeo ou música. A minha indicação de hoje é o Kataphero, uma banda que conheci assim, meio que por acaso, e que após ter parado pra escutar, gostei. Lembro de tê-los visto uma vez no Espaço Itaú Cultural em São Paulo, foi um show bem legal, primeira vez que os via. E depois tocaram na minha cidade, Jandira, com outras bandas.

O Kataphero que conta hoje com Paulo Santiago (Voz e Guitarra), David Cantidio (Guitarra), Rafael Borges (Bateria) e Alexandre Guimarães (Baixo), é uma banda de Natal, Rio Grande do Norte. Fazem um Death Metal com bastante melodia em seu som, porém sem cair em clichês do gênero, o que faz a banda ter uma identidade e características próprias bem interessantes. Explorando elementos como arranjos que trazem uma atmosfera mais introspectiva para a sua sonoridade, eu poderia dizer. Elementos os quais vão de encontro com suas letras de caráter mais reflexivas. Aliado a isso, a banda também usa de um visual que traz a ideia de apocalipse: usando roupas destruídas e maquiagens pálidas e rostos sujos. Como podem ver abaixo numa foto de divulgação do disco “From Dust” de 2015.

Até o momento lançaram dois cds: “Life” de 2012 e “From Dust” de 2015. Recentemente no dia 14/08, a banda anunciou a nova formação e também que seu próximo disco será lançado no que vem (2022), disco ao qual eles se dedicaram à pré-produção em 2020 e iniciaram a gravação nesse ano de 2021 no estúdio deles, o Dark Secret Studio.

Deixo abaixo o link das redes sociais e das plataformas onde poderão ouvir o som deles.

SPOTIFY FACEBOOK INSTAGRAM YOUTUBE

Nos sigam e deêm um like na gente \m/

About André Fagundes

Designer de formação e músico por paixão e teimosia, cresci indo na Galeria do Rock atrás de zines para ler, além de flyers de shows e namorar as guitarras das lojas da Santa Ifigênia no Centro de São Paulo.

View all posts by André Fagundes →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *