sonoridadeunderground

A banda SOLARISPHERE, de Rondonópolis/MT, acaba de lançar seu primeiro EP, auto intitulado, em todas as plataformas digitais. Disponibilizado através da Wargods Press, o EP apresenta quatro faixas, que traduzem de forma singular influências baseadas no Stoner Rock/Heavy Metal, com Caio César (baixo/vocal), Lucas Codorniz e Rafael Mafra (guitarras) e Nelson Júnior (bateria) adicionando suas próprias características às músicas, conduzindo os ouvintes para uma viagem sonora autêntica e empolgante. “Fade”, “My Mind”, “Slime” e “Lost Thoughts” foram trabalhadas nos mínimos detalhes, como conta o baixista e vocalista Caio César:  

“Passamos os últimos meses praticamente em estúdio, moldando cada música até chegarmos ao ponto certo. Contamos com a grande parceria do produtor Nelson Martins e acreditamos que o resultado final tenha ficado excelente! O lançamento do EP é uma vitória, afinal, estamos no meio de uma pandemia e de agora em diante as coisas serão bem diferentes, mas esperamos que nossas músicas ajudem os fãs de som pesado a encarar tudo de uma forma diferente”.

Ouça o EP no Spotify:

Em relação a temática abordada nas letras, o baixista e vocalista Caio César explica que as músicas falam basicamente de assuntos retratam situações pessoais de superação, como “My Mind”

“A música fala de formas de superar algo que ficou no passado e maneiras utilizadas para lidar com o mesmo. Eu compus essa letra baseado em um término de relacionamento e na forma de superá-lo”.

A letra de “Fade” trabalha sobre a desilusão da vida, e segundo o músico, 

“de como a rotina se torna cômoda e, de certa forma, acabamos no tornando prisioneiros dela. Procuro transmitir um alerta sobre como vivemos uma mentira e a necessidade de acordarmos”.

 “Lost Thoughts”, entretanto, trabalha a ideia de uma pessoa que supostamente possui o controle, apenas para perceber que, no final das contas, ela era apenas mais uma peça da roda da vida. Segundo Caio, 

“eu meio que fiz a letra seguindo o imaginário de um executor que, em determinado momento chave, percebe que quem é o próximo a ser executado é ele mesmo”.

Por fim, “The Slime” retrata a história de um assassino: 

“Uma vítima que, ao ser criada na fossa e de maneiras impróprias, se tornou um ser que procura atrair suas vítimas a seu habitat para dissolver as mesmas. Em resumo, a letra retrata a forma como ele atrai uma moça até a mesma, a executa e, no fim, se sente sozinho por novamente estar em suas trevas”.

A belíssima capa do EP foi criada pelo artista gráfico Rafael Panegalli, com ideias sugeridas pela banda, como explicou Nelson Júnior: 

“Quando o Rafael nos entregou a arte pronta ficamos malucos! A primeira coisa que pensamos foi: imagina um bolachão de vinil com essa capa? Pode ser um plano meio louco, mas gostaríamos que rolasse. Para compor a arte, passamos algumas ideias para ele e o resultado ficou lindo, casando perfeitamente com nosso conceito”.

 Segundo a banda, há a intenção de lançar a versão física do EP, mas com a pandemia os planos serão adiados para quando houver um cenário de normalização. Para breve o SOLARISPHERE planeja ações virtuais para a promoção do material e mais novidades serão divulgadas em breve.

Ouça o EP no Deezer:

https://www.deezer.com/br/album/151976052

Contatos:

Facebook: www.facebook.com/solarisphere

Soundcloud: www.soundcloud.com/solarisphererock

Instagram: www.instagram.com/solarisphereroo

Assessoria de Imprensa:  www.wargodspress.com.br