sonoridadeunderground

Koolmetal reúne grandes nomes do metal nacional no Ultimo domingo em São Paulo

Koolmetal reúne grandes nomes do metal nacional no Ultimo domingo em São Paulo

com um Lineup pra ninguém por defeito, Koolmetal realiza a segunda edição de 2019 com casa cheia. 

 

Com sua segunda edição em 2019, o Kool Metal fest recebeu um line up de peso no Carioca Club no último domingo. Enquanto caminhava pela casa pude ver várias pessoas usando camisetas das bandas nacionais e em certos momentos ouvia pessoas comentando que estavam presentes no evento apenas para prestigiar estas bandas, e que ver o Brujeria seria de forma um “brinde”.

O Kool metal acertou em cheio nesse Line, Eskrota e Nervosa representado as mulheres no metal, a Thrasheira rápida e pegada do Surra Direto de Santos, o Horror Thrash do Cemitério, e os professores do Metal Nacional, Krisiun.

Além das bandas, Thiago dj, foi responsável pela discotecagem durante o intervalo das bandas e como já imaginávamos, ele deu conta do recado sem nenhuma dificuldade, Anthrax com Public Enemy, Slayer, Suicidal Tendencies e até Deftones rolou entre as músicas selecionadas por ele.

Na área ao lado da pista, havia comida vegan à venda e era possível conversar com alguns integrantes das bandas que vendiam seus merchs, como camisetas, discos, cds e etc…

Eskrota foi a primeira banda a se apresentar e fez isso com classe mostrando seu Thrash/Crossover para os fãs e para quem chegou cedo para prestigiar todas as bandas. Compromissadas com a resistência antifascista, o trio feminino aponta nas letras as críticas sociais e religiosas, e tudo cantado em português.

A banda apresentou seu novo som, “Cruzamento Maldito”, que estará presente no próximo álbum, além de um cover de Ratos de Porão “Aids, pop, repressão” que embalou mais ainda as rodas de mosh e conquistou aqueles que não conheciam o trabalho do trio feminino do interior de São Paulo.

 

 

Confira o Setlist:

  1. Crime Hediondo
  2. Executável
  3. Bife do Inferno
  4. Episiotomia
  5. Desumana Ação
  6. Burn The Poor
  7. Playbosta
  8. Eticamente questionável (c/ Jhon)
  9. Aids, Pop, Repressão – RDP
  10. Cruzamento Maldito
  11. Mulheres

 

Cemitério também conquistou a atenção do público mostrando seu Death Metal tradicional com letras inspiradas em filmes de terror e clássicos. Apresentando músicas dos seus dois trabalhos, o homônimo e “Oãxiac Odèz” com rodas de mosh se formando a todo momento eles mostraram técnica e agressividade durante o show. Destaque para as músicas “Sexta Feira 13” e “O dia de Satã”

Possessed, Death, Sodom e Vulcano são referências clássicas que explicam o som que executam.

 

Confira o Setlist:

  1. A Volta Dos Mortos Vivos
  2. A Vingança De Cropsy
  3. Quadrilha De Sádicos
  4. Tara Diabólica
  5. Oaxiac Odez
  6. Holocausto Canibal
  7. Sexta-Feira 13
  8. O Dia De Satã
  9. A Sentinela Dos Malditos
  10. Natal Sangrento
  11. Pague Para Entrar, Reze Para Sair

 

Direto da baixada santista, Surra fez um show digno do surra, rodas a todo momento, palavras de protesto velocidade e agressividade nas músicas marcaram a apresentação do trio que já é bem conhecida do público.

O grupo apresentou músicas do seu último álbum “Escorrendo pelo ralo” recém lançado em maio desse ano, que tem uma mistura de trash metal com samba, que agrada qualquer pessoa

Durante “Parabéns aos envolvidos” Leo jogou um Pato inflável para o público que rapidamente utilizou dele como suporte pra stagedives além de jogarem de um lado para o outro até, obviamente, não sobrar nada (inclusive ao termino do show é possível ver a Carol Folha carregando o resto do pato para o camarim)

 

Confira o Setlist:

  1. Bom Dia Senhor
  2. Escorrendo Pelo Ralo
  3. O Mal Que Habita A Terra
  4. Do Lacre Ao Lucro
  5. Embalado Pra Vender
  6. Ultraviolência
  7. Mais Um Refém
  8. Virou Brasil Pt. 2
  9. Caso Isolado
  10. Jogo Sujo
  11. Anestesia
  12. Parabéns Aos Envolvidos
  13. Daqui Pra Pior
  14. Merenda

 

A Nervosa, já anunciada para tocar em 2020 no tremendo Wacken Open Air (Alemanha), está em divulgação mundial do terceiro álbum, “Downfall of Makind”. O trio feminino, composto por Fernanda Lira no baixo, Prika Amaral na guitarra e Luana Dametto na bateria mostrou, junto da Eskrota, que lugar de mulher é onde ela quiser, principalmente no metal.

Com um som rápido e técnico, ‘Horrordome” segunda faixa do último trabalho das meninas deu início ao show (senti falta da intro do cd no início do show, mas em eventos assim qualquer minuto conta na apresentação) seguido por “Intolerance Means War’ música do segundo trabalho da banda (Agony)

“Raise Your Fist”, um dos principais sons da banda, junto da ”Enslave” não ficaram de fora do setlist, que terminou com “Into Moshpit”.

 

Confira o Setlist:

  1. Horrordome
  2. Intolerance Means War
  3. Hostages
  4. Enslave
  5. Kill The Silence
  6. Raise Your Fist
  7. Masked Betrayer
  8. Death
  9. Never Forget, Never Repeat
  10. Guerra Santa
  11. Into (The) Moshpit

 

Com tantas bandas boas presentes no evento nem me dei conta que a próxima atração seria o Krisiun, co-headliner do Koolmetal Fest os professores do metal nacional subiram ao palco e deram início com a intro de Ennio Morricone – “Death Rides a Horse”, seguido de “Kings of Killing”

Além de grandes clássicos da banda, que já coleciona 11 álbuns de estúdio, o trio formado por Alex Camargo no baixo e vocais, Moyses Kolesne na Guitarra e Max Kolesne na bateria, também executou músicas do seu último trabalho intitulado “Scourge of the Enthroned”

Não diferente das outras apresentações, rodas de mosh eram frequentes pela casa em praticamente todas as músicas.

Com 30 anos de estrada, era óbvio que a apresentação do Krisiun seria impecável do início ao fim.

 

 

Confira o Setlist:

Intro: Ennio Morricone – “Death Rides a Horse

  1. Kings of Killing
  2. Ravager
  3. Combustion Inferno
  4. Scourge Of The Enthroned
  5. Blood Of Lions
  6. Descending Abomination
  7. Demonic III
  8. Apocalyptic Victory
  9. Vengeance Revelation
  10. Black Force Domain

 

Com pouco mais de 30 minutos de atraso, o Brujeria subiu ao palco e antes mesmo da primeira música ter início mais rodas de mosh se formavam pelo carioca, que se estenderam durante toda apresentação. Abrindo com “Cuiden A Los Niños” o público se aglomerava a frente do palco, alguns buscando um lugar melhor para ver o show, outros tentando escapar dos moshs que chegavam até a frente.

Logo na segunda música, o público começou a subir no palco para fazer stages dives, que também duraram o show inteiro e por algumas vezes machucou algumas pessoas que estavam na frente, além de atrapalhar o trabalho dos fotógrafos.

O show foi marcado pela presença de palco impecável do grupo mexicano, que fez um setlist extenso e com grandes músicas da carreira do grupo, como “Revolución”, “Brujerizmo” e a icônica “Matando Gueros”. Durante o show Juan Brujo e Fantasma ambos vocalistas do grupo atiravam cd’s e camisetas para os presentes no carioca.

 

Confira o Setlist:

  1. Cuiden A Los Niños
  2. La Ley De Plomo
  3. Amaricon Czar
  4. Lord Nazi Ruso
  5. Hechando Chingasos (Greñudo Locos II)
  6. La Migra (Cruza La Frontera II)
  7. Satongo
  8. Desperado
  9. El Desmadre
  10. Anti-Castro
  11. Marcha De Odio
  12. Revolución
  13. Brujerizmo
  14. Ángel De La Frontera
  15. Consejos Narcos
  16. Colas De Rata
  17. Raza Odiada (Pito Wilson)
  18. No Aceptan Imitaciones
  19. Matando Güeros
  20. Marijuana

 

Galeria de fotos: https://flic.kr/s/aHsmJj3Yhx 

Texto e fotos: Gustavo Diakov

Agradecimentos: Koolmetal / Erick Tedesco / Tedesco Comunicação e Mídia 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *