Escolha uma Página

Na noite do último domingo em São Paulo, o The House recebeu os góticos do Clan of Xymox. A noite agradável da capital Paulistana, fez os trevosos tirarem os sobretudos do guarda-roupa.

 

Adentrei a casa perto das 19:30 e já era possível ver um público considerável aguardando o início das apresentações, a Frente do palco já estava completamente tomada pelos fãs enquanto outros dançavam ao som de Sisters of Mercy, Bauhaus, The Cure entre outros hits do Postpunk que rolavam antes dos shows, e no intervalo das bandas.

 

Às 20hrs, Jesus Complex, convidado especial da noite, mostrou seu Darkelectro/EBM ao público, que em sua maioria não conhecia o trabalho deles, mas surpreendeu a todos os presentes, que aprovaram o som. Sintetizadores, batidas agressivas e riffs pesados mostraram a forte característica do grupo, que tem como influências do electro/gótico,  Ao fundo, em um telão, imagens de filmes de terror rolavam entre as músicas. O grupo ainda aproveitou para mostrar o último lançamento.

Jesus Complex é um projeto solo de goth-industrial formado por Reverend Fries. Original de São Francisco, mudou-se para Amsterdã, Holanda, em 1998, por algum motivo estranho que ele não consegue recordar. JESUS ​​COMPLEX é música eletrônica pesada, escura, assombrosa, irritada e vingativa. Inspirado pelo horror, o desgosto, a morte, o desespero e a vingança, o primeiro álbum “I Woke Up Dead” é uma coleção de 10 faixas obscuras, temperamentais e pessimistas. O álbum foi lançado em 2003 pela Pandaimonium Records na Europa. Em maio de 2003, após 2 semanas do lançamento, o álbum entrou no DAC Deutsches Alternative Charts e permaneceu por várias semanas. A banda realizou inúmeros shows pela Europa com Ronny do CLAN OF XYMOX nos teclados e nos vocais. Além do álbum, o JESUS ​​COMPLEX fez remixes para CLAN OF XYMOX (‘Farewell’, ‘Liberty’), XOTOX, PUNTO OMEGA e FORGOTTEN SUNRISE. O segundo álbum “Greetings From The Dead”, foi lançado com atraso em abril de 2007, distribuído em todo o mundo pela NOVA MEDIA.

 

 

 

 

Com um público maior, tanto na pista quanto no camarote, Clan of Xymox subiu ao palco pontualmente às 21:00, iniciando o show com “Stranger” seguido de “Your Kiss” e logo após, “Jasmine and Rose” música conhecida por todos. Entre uma música e outra Ronny, vocalista da banda mostrava simpatia fazendo piadas, e frequentemente perguntava, se estávamos entendendo ele.

Alguns Problemas técnicos também fizeram parte do início da apresentação, como microfonia, falha na guitarra, e teclado desligado, mas que rapidamente foram resolvidos podendo dar continuidade ao show sem maiores problemas.  Clássicos da Carreira da banda fizeram parte do setlist, “Louise”, “A Day”, “Emily” não ficaram de fora. Alguns faz pediram Medusa, mas mesmo com insistência, não foi tocada.

“Back Door” encerrou a segunda parte do show, hit conhecido por todos os amantes de Postpunk/Darkwave, e que até hoje coloca qualquer um pra dançar em qualquer evento, e não foi diferente no show. “farewell” encerrou a apresentação que contou com 17 músicas, em 1 hora e 50 minutos de show.

Noite excepcional para os amantes de Postpunk e da cultura gótica, com uma iluminação perfeita, som de qualidade e fumaça na medida certa, o The House proporcionou um ambiente que certamente agradou a maioria dos presentes. Após o show, algumas pessoas aproveitaram o clima para curtir um after-party, que aconteceu em uma casa noturna paulistana já frequentada pela maioria.

 

Confira o setlist:

  1. Stranger
  2. Your Kiss
  3. Jasmine and Rose
  4. Louise
  5. Emily
  6. Hail Mary
  7. Leave Me Be
  8. Loneliness
  9. Obsession
  10. Muscoviet Musquito
  11. A Day
  12. Going Round

Encore:

  1. Cry in the Wind
  2. This World
  3. Back Door

Encore 2:

  1. In Love We Trust
  2. Farewell

 

 

Galeria de fotos:

https://www.flickr.com/photos/xdiakovx/sets/72157711141152433/with/48824073152/

 

Texto e fotos: Gustavo Diakov

Agradecimentos:

Tedesco Comunicação e Mídia/Erick Tedesco/Gig Music/The House