Escolha uma Página

No último dia 24/03 aconteceu no Carioca Club, A primeira edição do hardcore for life, realizado pela Deadline, com apoio do Vinil na Kombi, TrezeCore e Ogres tattoo e piercing.

O evento teve início às 14:30, quando abriram as portas do carioca, ás 15:00 o Audiozumb, banda formada em meados de 2010, com fortes influencias do RAP, subiu ao palco, mesmo com poucas pessoas presentes, fez um show com energia e conseguiu agitar as poucas pessoas presentes.

Letras politizadas que abordam temas da periferia, e discursos de resistência chamaram a atenção do público, que aprovou o som da banda.

Conforme o cronograma do evento, ás 16:00 com o público chegando aos poucos no carioca, o Sudakah deu início à apresentação, banda paulistana com letras em espanhol, com fortes influencias de Thrash/Death. Com uma apresentação enérgica do início ao fim, o Sudakah colocou o público para cantar todas as músicas.

Apresentação da banda Sudaka

Apresentação da banda Sudaka

Logo após a apresentação do Sudakah, o Paura deu continuidade no cronograma e subiu ao palco. Com mais de 20 anos de estrada, Paura, liderado pelo Fabio Prandini, deu uma aula de música do início ao fim, o puro Hardcore agitou a galera presente, e colocou eles para cantar junto da banda.

Fabio Prandini, da banda Paura

Fabio Prandini, da banda Paura

Logo as 18:00, o Santa Morte, banda que mescla metal com hardcore, formada na zona leste, subiu ao palco, dando continuidade ao show da tarde de domingo, com um público maior, o SM não ficou atrás e também fez um show incrível do começo ao fim, chamando os fãs para subirem ao palco e cantarem as músicas junto com eles.

Já no começo da noite, garotos podres subiu ao palco. Quem já viu show dos Garotos Podres, sabe que estamos falando de apresentações enérgicas e empolgantes, e foi assim no carioca, com um setlist cheio de clássicos, garotos podres agitou a nova, e a velha escola do role. Outro momento magnífico do show, foi a participação do Fabio Prandini (Paura) cantando ‘’Grândola Vila Morena”. Hits como ‘’Anarquia oi’’, ‘’Papai Noel Filho da Puta’’ entre outros clássicos não ficaram de fora do show.

Dr. Mao

Dr. Mao

A apresentação do John Wayne ocorreu logo depois, com um público maior, a banda colocou o carioca pra moshar, abrindo rodas em praticamente todas as músicas, os faz não ficaram parados e mostraram para a banda a energia em todos os instantes possíveis.

Ponto nulo no céu retornou aos palcos da capital paulistana para encerrar a primeira edição do hardcore for life, as 21:30 a banda deu início ao show, com uma legião de fãs que acompanham o trabalho da banda desde o primeiro álbum “ciclo interminável”, a banda como já de costume, transmitiu a energia do palco para o público. Por motivos técnicos, a apresentação da banda durou apenas 30 minutos, o que não foi o suficiente para matar a saudade do público, agora ficamos apenas no aguardo do próximo show por aqui.

Banda Ponto Nulo no Céu

Banda Ponto Nulo no Céu

Galeria de fotos: https://www.flickr.com/photos/xdiakovx/albums/72157679564710608/with/46750648944/

Texto e fotos: Gustavo Diakov

Agradecimentos: Deadline Produções / Willian Feliciano